BRASIL, Sudeste, SOROCABA, Mulher, de 46 a 55 anos, Arte e cultura, Informática e Internet
Outro -

 

 
QUANDO VIER
ME VISITAR

Quando vier me visitar
Traga flores,
Muitas delas...
Porém,
não me traga
apenas flores:
Não se esqueça
de juntar a elas
A beleza do seu sorriso,
A ternura do seu olhar,
A força do seu abraço.
O calor dos seus beijos...

Quando vier me visitar,
Traga flores,
Muitas delas...
Mas não esqueça
de tirar-lhes
Os espinhos
que machucam,
As folhas envelhecidas,
Os galhos secos,
As dores embutidas...

Quando vier me visitar,
Traga flores,
Muitas delas...
Perfumadas, coloridas,
alegres:
Todas parecidas
com você!
Quando vier me visitar,
Traga você por inteiro...
As flores?
Nem sei se vai precisar!

Autora: Débora Bellentani

Visitem meu FOTOBLOG:
http://dbellentani.fotoblog.uol.com.br


"A vida é isso:
sonhar até que
um dia a realidade
aconteça."

"Cruel não é amar:
cruel é descobrir-se amado
quando se é tarde demais."

"Perdoar é olhar
para a cicatriz
e não se lembrar da dor."

"O que me impede
de ser livre?
Talvez as minhas
próprias correntes."


Entre em contato:

debora.bellentani@gmail.com



   

    FELIPE-MEU FILHO
  Paulo Marinho - Sohletras
  Reflexos da Alma
  Uma Loba - Blog da Maria
  MEU FOTOBLOG
  Chalés na Praia
  YOUTUBE


 

   

   

   


 
 
Escritora Caipira - Um dedo de prosa!



Bem-te-ver

Ah! Eu vim te ver!
Vim te ver porque a vida vai e vai depressa.
Vim matar a saudade.
Deixar o perfume,
Levar o abraço.
Vim porque há flores no teu sorriso
Sabor nos teus beijos
E bondade no teu olhar.
Vim porque não importam os tropeços
O que importa é a mão que ampara.
Vim porque às vezes a gente comete erros
Mas capricha nos acertos.
Ah! Eu vim te ver!
Vim deixar a luz do meu sorriso iluminar o seu dia
E o silêncio da minha voz murmurar alegrias.
Ah! Eu vim buscar o teu semblante
E deixar o meu.
Porque nada é mais divino do que o amor
Bumerang que parte porque sabe que volta.

Criação: 29/-7/2012 - 21h44




Escrito por Débora Bellentani às 21h46
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Quando Deus me criou, antes de me mandar para cá, entregou em minhas mãos uma caixinha de letrinhas, sentou-me junto Dele e foi me ensinando a juntar palavras, as quais eu não entendia o significado. À medida que fui crescendo, já aqui na Terra, Ele deu um jeitinho de me mostrar cada uma delas e o que representavam na minha vida. Amor, fé, alegria, momentos, felicidade, lembranças, saudade, carinho, dons, filhos e obrigada foram as que mais vezes devo ter escrito.



Escrito por Débora Bellentani às 13h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




POEMA DE UM DESEJO SÓ.

Fica o gosto.
Fica o cheiro.
Fica você em mim.
Tudo é sempre tão real.
Parece que é sempre assim.
Por isso me sinto tão eu
Mesmo que sejam lembranças.
É como ver a alma através dos olhos...
Todos os sentidos se entregam. 
E se parte com a gostosa sensação
De que não se foi.
Porque fica.
Porque está.
Porque é.



Escrito por Débora Bellentani às 00h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]